Cadbury torna-se mais verde com as Aura Eco Saver Long Life

 

A iniciativa “Purple goes Green” (o roxo passa a verde) envolve toda a empresa Cadbury, e as lâmpadas Aura Long Life estão de momento a ser utilizadas nas áreas de produção da fábrica em Bournville, onde antigas luminárias T8 estão a ser substituídas pelas Aura T5 Eco Saver Long Life energeticamente mais eficientes.

 

 

Cadbury é uma empresa líder global em produtos de confeitaria, com um portfólio de chocolate, gomas e doces marcas. Desde fevereiro de 2010 Cadbury faz parte da Kraft Foods, que é a segunda maior empresa de alimentos do mundo.

O roxo passa a verde com a Aura Light

A Cadbury criou a iniciativa “Purple Goes Green” que define uma visão para combater as alterações climáticas e reduzir a pegada ambiental global através de diversas ações. Uma das iniciativas é a redução do consumo de energia. Para ajudar a alcançar este objectivo, a Cadbury escolheu lâmpadas Aura Long Life.

A iniciativa “Purple goes Green” (o roxo passa a verde) envolve toda a empresa Cadbury, e as lâmpadas Aura Long Life estão de momento a ser utilizadas nas áreas de produção da fábrica em Bournville, onde antigas luminárias T8 estão a ser substituídas pelas Aura T5 Eco Saver Long Life energeticamente mais eficientes. ”As Aura Long Life vão ajudar-nos a reduzir as emissões através de uma redução no consumo de energia, menor custo de manutenção e redução da produção de WEEE “, diz Karl Bowen, Gestor Ambiental da Cadbury no Reino Unido.

Aura Eco Saver Long Life para o meio ambiente

Antes de a Cadbury optar pelas lâmpadas Aura Long Life, comparou outros fabricantes. “Sentimos que o perfil da Aura Light é o que melhor se adequa à nossa visão de reduzir o impacto no meio ambiente”, explica Karl Bowen.

A Cadbury optou por instalar lâmpadas Aura T5 Eco Saver Long Life, que permitem a redução do consumo de energia. A lâmpada T5 é  a mais amiga do ambiente existente no mercado. “Utilizadas em conjunto com equipamentos de baixo consumo podemos realizar poupanças de energia de pelo menos 45% por cada conjunto de duas T5 em comparação com as luminárias T8 convencionais. Conseguimos também perceber os benefícios financeiros devido a um maior tempo médio entre falhas, reduzindo assim a nossa manutenção e os custos de substituição”, diz Karl Bowen.